quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Mais um nos "entas"

Sou mãe, esposa, amiga, filha, dona de casa, formada em diversas vertentes da minha área profissional e voluntario-me para ajudar os outros.
Com o passar dos anos aperfeiçoei a profissão de mãe e dona de casa.
Ser mãe proporcionou-me uma felicidade infinita mas uma carreira “finita” e com grandes pausas! Sem dar por isso troquei as prioridades. Primeiro a minha filha e depois a carreira.
É claro que o dinheiro não é tudo mas a redução foi brutal. No entanto a felicidade aumentou pois só quem é mãe e esposa sabe do que falo!
Ao fim de este tempo não tenho duvidas que só a falta de responsabilidade social das empresas e a conjunção de ser mãe e profissional são as causas de ter ficado a concluir “mestrado” em mãe. Sim, a crise também é culpada do insucesso profissional.
Mas ainda assim sinto que
a vida é perfeita.
Apesar de estarmos a passar por uma grande fase de dificuldades financeiras e sociais, felizmente a fase de dar grande valor à vida e ao pouco que temos traz-nos muito conforto pessoal pois ficamos mais em família, lutamos juntos pelo mesmo, amamo-nos mais mesmo com o tempo contado.
Por vezes basta respeitar a forma de estar do “outro”, que até nem pensa ou sente desta forma. É assim que sinto os quarenta e um a chegar.

1 comentário:

  1. Então parabéns! :)




    PS: isso de me lembrar que também estou quase lá... RRRRRRRRRRRR!!!!

    ;)


    Beijo grande a toda a família :D

    ResponderEliminar